Tesla gênio promissor do século XX

Nikola Tesla (1856-1943)Nikola Tesla (1856-1943)…

Fervoroso defensor da corrente alternada, inventou o motor de indução, foi o pai dos sistemas polifásicos de distribuição de energia elétrica, foi inventor da rádio, entre outras atividades.

Nasceu em 1856 em Smiljan, Croácia.

Estudou engenharia na Universidade Técnica de Graz, na Áustria, depois trabalhou em Budapeste, Hungria e emigrou para os EUA em 1884.

Trabalhou com o grande inventor Edison durante algum tempo, desenhando vários tipos de dínamos. Edison era um acérrimo defensor da corrente contínua.

Tendo-se zangado com Edison, em 1888 associou-se ao industrial Westinghouse.

Em 1888 inventou o motor de indução (de corrente alternada) ao mesmo tempo que o italiano Ferraris.

Deu-se então a chamada guerra das correntes“. Foi criado um consórcio para o aproveitamento hidrelétrico das Cataratas do Niagara. Ao concurso concorreram Edison e Westinghouse, entre outros, o primeiro defendendo a corrente contínua, o segundo defendendo a corrente alternada, de que Tesla era adepto. A adjudicação em 1893 foi para a Westighouse e a corrente alternada venceu a “guerra”, dadas as suas grandes vantagens.

Tesla cientista da Sérvia, fez inúmeros estudos sobre Eletrotecnia, nomeadamente sobre altas tensões e altas frequências. É muito conhecida a bobina de Tesla.

tesla1

Documentário da History Channel falou sobre o inventor esquecido pela história. A patente do rádio é dele (não de Marconi). O motor elétrico a indução (o que usamos em tudo hoje) foi inventado por ele. A lâmpada fluorecente, e o controle remoto foram inventados por ele. Ele revolucionou o mundo. E tudo Isto, antes de 1900. Vale assistir!

Eletricidade sem fio no mundo todo, raios mortais, controle remoto, máquina de terremoto, mensagens vindas do espaço, e energia verde. Não, isso não é ficção científica. Esses são projetos reais em que Tesla trabalhou durante sua vida. Tesla registrou mais de 100 patentes de invenções.  Apenas uma pequena minoria é conhecia do grande público, como eletricidade alternada (que você está utilizando agora para ligar seu computador e ler este post), a transmissão por ondas de rádio, a lâmpada fluorescente, e a partida elétrica tão comum nos carros modernos.

Nikola Tesla foi também o pioneiro do Rádio…  
Onde foi inventado o primeiro rádio?

O Rádio, funciona baseado nas ondas hertzianas, que são, particularmente, radiações eletromagnéticas da mesma natureza dos raios da luz.  A transmissão dos sons pelo rádio se efetua transformando os próprios sons em ondas eletromagnéticas e enviando, depois, essas ondas pelo espaço; as ondas hertzianas possuem, de fato, a importante propriedade de transmitir-se pela atmosfera, atingindo grandes distâncias, mesmo através de obstáculos, tais como paredes, cidades, casas, montanhas.Os programas que devem ser transmitidos, são executados nas estações transmissoras, em locais adequados, chamados auditórios. Nos auditórios, estão sempre instalados um ou mais microfones. O microfone é um aparelho que transforma os sons, ou melhor, as variações de intensidade sonora (ou seja, os diversos tons de voz, os sons de vários instrumentos etc) em variações de corrente elétrica. Por isso, do microfone, sai um tipo especial de corrente, que não é outra coisa senão a reprodução elétrica dos sons e que chamamos “corrente fonofreqüente” ou “corrente sonora”. Esta corrente, por meio de válvulas próprias, eletrônicas, é ampliada, tornada mais poderosa.
A corrente assim ampliada deve ser transmitida à antena da estação de rádio, unida a um especial corrente oscilante, chamada “corrente condutora”. O conjunto destas duas correntes é transmitido ao ar sob forma de ondas eletromagnéticas. A antena da estação de rádio, que, geralmente, se encontra em campo aberto, distante quilômetros dos auditórios, funciona como uma grande lâmpada, que emite seus raios luminosos por todas as direções.
As ondas eletromagnéticas, propagadas de tal forma pelo espaço, podem ser captadas pelas antenas dos aparelhos receptores, isto é, dos aparelhos de rádio que temos em casa. As ondas que eles recebem através da própria antena são formadas, como disse antes, pelas duas correntes fonofreqüente e portante; elas porém, devem estar separadas. A separação chama-se revelação, e a válvula que a efetua se chama reveladora. No aparelho de rádio, as válvulas têm uma função importante, fundamental, porque efetuam todas as transformações necessárias para a corrente elétrica. A descoberta das válvulas (que se chamam, exatamente, válvulas termotônicas) foi, portanto, tão essencial para a radiofonia como a das ondas hertzianas; seus nomes são iodo, triodo, pentodo etc., e cada uma delas desenvolve tarefas diferentes.
Na teoria, com uma antena, uma reveladora e um auto-falante, o aparelho de rádio já poderia funcionar. Mas, na prática, as coisas não são tão simples, e uma única válvula não é suficiente para fazer funcionar o aparelho de rádio. Antes de tudo, as correntes, tanto oscilantes como fonofreqüentes, são revigorada e, portanto, são inseridas no circuito outras válvulas, que tem a função de amplificadoras. As amplificadoras são colocadas antes e, a reveladora depois: as primeiras são chamadas amplificadoras em alta frequência e são importantíssimas, porque delas depende a sensibilidade do aparelho, isto é, o número de estações que é possível captar; as outras são chamadas amplificadoras de baixa frequência, mas possuem igual importância, porquanto delas depende a potência dos sons emitidos pelo auto-falante. Mas isso não basta e o nosso rádio ainda não está completo, se não estiver dotado de uma sintonia, que é o que nos permite mudar de estação: o botão da sintonia está ligado a um condensador variável, um instrumento que serve para mudar o comprimento da onda que se recebe e, com isso, mudar de estação, porque cada estação transmite num comprimento de onda diferente. E, ainda, para o funcionamento das válvulas, é necessária a corrente elétrica. Finalmente, os controles de volume e de tonalidade, os filtros de onda, para eliminar os distúrbios, os transformadores, são outras partes necessárias para que um aparelho de rádio possa funcionar.

Nikola Tesla foi o pioneiro do Rádio, muitos inventores tentaram lhe tirar o mérito, mas ele já havia descrito  a descoberta em pormenor em 1893.    

Em 1901, Marconi surgiu como o inventor da rádio, ao estabelecer as primeiras comunicações via rádio. Ele fez experimentos práticos com as ondas de rádio e abriu o caminho para a criação do aparelho. Atualmente, diversos países disputam o título de inventor do rádio. Em 1943, o Supremo Tribunal dos EUA descobriu que todos os princípios na base da transmissão via rádio por Marconi, em 1901, mas já tinham sido descritos em pormenor por Tesla, 1m 1893. Havia sido Tesla e não Marconi o inventor do rádio.

A Alemanha afirma que o criador foi Heinrich Hertz. A França diz que foi Edouard Branly. A Itália aposta no trabalho de Guglielmo Marconi. Os Estados Unidos afirmam que o aparelho foi uma criação de Thomas Edison. A Rússia defende que o “pai do rádio” é o físico Alexander Popov. E, por fim, o Brasil diz que Roberto Landell de Moura (Padre Landell) tem os créditos pelo rádio. O que não se pode contestar é que todos os pesquisadores trabalharam e estudaram o sistema do rádio! O Congresso de Engenharia Elétrica em Paris concedeu, em 1900, a medalha de ouro pela invenção do rádio ao russo Alexander Popov. O físico teria realizado efetivamente a primeira sessão de comunicação por rádio.

Existem muitas divergências históricas sobre a invenção do rádio. De acordo com relatos oficiais, os primeiros passos para o desenvolvimento do rádio tiveram início em 1863, com os estudos de James Clerck Maxwell, na Universidade de Cambridge, Inglaterra. James Maxwell teorizou a existência das ondas eletromagnéticas, mas não criou o rádio propriamente dito.

Depois disso, diversos pesquisadores usaram as pesquisas de Maxwell como base para seus estudos. Henrich Rudolph Hertz teria sido o primeiro a construir um aparelho semelhante ao rádio, em 1887. Ele usou as descobertas de Maxwell para verificar o deslocamento de faíscas pelo ar e conseguiu transmitir energia elétrica entre dois pontos. Com este avanço, Hertz deu origem às ondas do rádio, também chamadas de “Ondas Hertzianas”.

Tesla morreu nesse mesmo ano de 1943, com 86 anos, antes daquele reconhecimento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s