Misterioso Crop Circles Alien com diagrama motores magnéticos

Mistério alien: Os crop circles seriam diagramas de motores magnéticos?

Creio que já falamos anteriormente aqui no Mundo Gump sobre o mistério dos Crop Circles. Essas estranhas marcas que surgem nos campos da Inglaterra há muitos e muitos anos. Segundo muitos pesquisadores, concentrados no tema “agroglifos”, essas marcas remontam à Idade Média.
Como tudo de misterioso daquele tempo era atribuído à ação de um demônio desocupado, surgia ali a figura do “demônio ceifador”.

circuloimagem3-small2O Demônio Ceifador é uma criatura de existência não provada que supostamente seria responsável pelos estranhos círculos que frequentemente aparecem nas plantações inglesas. A primeira menção ao Demônio Ceifador foi feita por um jornal tabloide inglês em 1678. A matéria foi publicada com o título de DEMÔNIO CEIFADOR: ou NOTÍCIAS ESTRANHAS DE HARTFORD-SHIRE.

Um cético poderia sugerir que o demônio ceifador de outrora agora é o alien, mas a estrutura de atribuir a seres míticos algo que não conseguimos explicar permanece do mesmo jeito de sempre e eu não posso dizer que quem disser isso está errado, porque é a mais pura verdade. Mas por outro lado, se aliens realmente existirem, poderíamos supor que desde sempre eram os aliens, mas que as pessoas do passado simplesmente não conseguiam conceber o conceito de um alienígena porque essa ideia não estava em seu repertório.
Independentemente de quem faça os círculos misteriosos das plantações, temos que dar o braço à torcer que ali está alguém (ou coisa) persistente.

Os círculos aparecem em profusão, geração após geração, e de uma forma que deveria ser considerada como um fenômeno à parte associado ao mistério, eles gradualmente estão se tornando mais e mais complexos, como uma lição de escola, que começa fácil e gradualmente se complexifica, à medida em que o conteúdo vai sendo compreendido pelo aluno.
O relato mais antigo de um círculo na plantação data de 1500, o ano em que Cabral aportou no Brasil!
Isso nos leva a pensar que talvez quem esteja realizando essas proezas fantásticas não seja um indivíduo, mas sim uma entidade, que pode ser até uma sociedade secreta, como muitas que existem por aí. Isso justificaria um trabalho de tão longo prazo.

Em uma edição de 1880 do jornal “Nature”, o cientista amador John Rand Capron relatou uma formação perto de Guildford, Surrey, no sul da Inglaterra. Ele descreveu sua descoberta como “um campo de trigo consideravelmente destruído, não totalmente, mas em pedaços, formando, quando se vê à distância, manchas circulares”. Ele continuou: “Eu não pude rastrear no local qualquer circunstância que esclarecesse as formas peculiares daqueles pedaços no campo. Eles me sugeriram alguma ação ciclônica do vento”.

A taxa de aparecimento dos círculos é inegavelmente alta: Surgem quase 200 círculos por ano, 150 somente na Inglaterra. Mas o fenômeno, embora se concentre na Inglaterra, já teria sido observado em vários outros países como EUA, França, Japão, Canadá, Holanda, Hungria, Índia e Rússia. Os pesquisadores dos agroglifos sustentam que mais de 10.000 círculos foram registrados em 30 países diferentes nos últimos 30 anos.

É evidente que a atenção midiática dada ao fenômeno nos anos 70, 80 e com ápice nos 90 e 2000, quando a onda Arquivos X e seu lema “quero acreditar” ganhou corpo no mundo levou a inúmeras suspeitas de que os círculos eram feitos por piadistas, aproveitadores e vendedores de bugigangas ufológicas.

circuloimagem8-small

Surgiam ali os criadores de círculos profissionais, que não contentes em alegar serem eles os responsáveis por todo o fenômeno, catapultando a atenção da imprensa para si, desencadearam ondas de criações nos campos de trigo que foram usadas (e ainda são) para desacreditar o fenômeno como sendo uma mera curiosidade cultural da região.

circuloimagem10-small

Poucos foram os que pararam para pensar que o fenômeno das reproduções humanas nos campos de trigo, que é um fenômeno cultural, poderia vir a ser interpretado por quem estivesse fazendo os círculos chamados “verdadeiros” como uma “resposta”. Seja lá como for, essa hipótese soa lógica e ao que parece, isso ajudou a desencadear uma gradual complexificação dos desenhos, como uma criança de alfabetização que aprende a desenhar a letra “A”, e a professora logo ensina o “B”…

Em um vôo sobre Stonehenge, um avião de passeio parou poucos quilômetros depois, abasteceu e fez o caminho de volta cerca de 20 minutos depois, então verificaram o aparecimento de uma formação composta por 151 círculos, que até então não estava ali quando passaram, o que indicaria que um dos mais complexos agroglifos, foi realizado rapidamente à luz do dia. Por quem? Ninguém sabe.

Outros círculos complexos começaram a surgir, como a colossal espiral formando o desenho Milk Hill, com 409 círculos:

circuloimagem15-small

Como eu disse, quem os faz, ninguém sabe dizer com certeza absoluta, mas se podemos inferir um dado a partir do estudo estatísticos das formas geométricas e padrões representados nas plantações inglesas é que quem cria isso sabe muita matemática. Mas muita mesmo. Num nível quase jedi.

Podemos dizer isso com base nos estudos de um homem chamado Gerald Stanley Hawkins, que ficou conhecido mundialmente nos anos 60 quando estudou a formação neolítica de Stonehenge, na Inglaterra.
No fim dos anos 80 ele se envolveria com o estudo dos círculos em plantações na Inglaterra. Hawkins realizou seus estudos em uma época em que os círculos ingleses ainda eram primariamente somente círculos e somente ingleses.
Fazendo o “dever de casa”, ele passou a analisar “estatisticamente” as medidas dos círculos, isto é, analisar razões e relações entre comprimentos, diâmetros, larguras ou áreas de certas partes de formações em cereais. Para sua surpresa, o pesquisador encontrou repetidas vezes entre tais medidas razões de números inteiros, e razões que constituem parte da escala diatônica justa.
A escala diatônica justa é a escala por trás das notas musicais que conhecemos (Dó, Ré, Mi, Fá, Sol…), e segundo Hawkins indicava algo sobre a inteligência de seus autores.
Chega a ser assustadora a correlação de um conceito matemático-musical encontrado nos círculos e a “frase musical” que opera como a chave do contato no filme Contatos Imediatos, do Spielberg.

Mas enquanto a chave musical do filme de Spielberg parecia diretamente atrelado ao grande contato, no caso dos círculos, alguns sugeriram que aquilo poderia ser somente uma coincidência.
O pesquisador então traçou as chances matemáticas de tais ocorrências, chegando a uma assustadora conclusão: Elas eram de 1 em 25.000.

Mas a complexidade dos círculos aumentava, e assim, tempos depois, ele descobriu que alguns círculos pareciam ser demonstrações geométricas de teoremas matemáticos. Esse novo nível de complexidade culminou com Hawkins notando que os quatro teoremas indicados geometricamente nos círculos eram casos especiais de um quinto teorema geral, desconhecido até então na Terra.

Em 1992 o problema foi exposto na revista Science News como um desafio aos seus 267.000 leitores CDF, mas ninguém deduziu o quinto teorema e sua demonstração.

A precisão das formas indicava inegavelmente que quem quer que estivesse realizando tais proezas, dominava um conhecimento complexo de geometria Euclidiana. Quatro dos teoremas identificados são teoremas Euclidianos. O quinto – um teorema geral do qual os quatro primeiros teoremas podiam ser derivados – foi deduzido por Hawkins, sendo desconhecido até então.

Os estudos científicos não se restringiram aos aspectos indiretos e estatísticos dos círculos. O BLT Research Team (http://www.bltresearch.com/ ) é uma organização que estuda os círculos nas plantações e já publicou 3 artigos em revistas científicas, nos quais aponta para os nós (articulações das plantas) alongados, o que não acontece com o feito pelo ser humano. O grupo acredita que seja causado pelo calor ou por um vórtice de plasma, que não se provou existir até agora. Suas pesquisas apontam também que, em laboratório, plantas retiradas de dentro dos círculos cresceram mais do que aquelas retiradas de fora deles.

Há hoje, pelo mundo, muitas pessoas tentando desvendar o mistério. Milhares de indivíduos estão convencidos que os círculos e desenhos de toda sorte de complexidade, são uma forma de comunicação de alguma inteligência desconhecida. Parece bastante improvável e até idiota a hipótese alienígena, onde imaginar que uma civilização capaz de atravessar o cosmos viria ate aqui fazer desenhos nas plantações humanas, e usar este método primitivo de comunicação.
Essa questão é parte central do mistério dos agroglifos. Parece loucura, mas também me soa completamente insensato nós querermos estabelecer como deve ser a lógica que regeria o pensamento de uma suposta espécie alienígena e com base nessas nossas conclusões batermos um martelo sobre o fenômeno, que é físico e historicamente registrado.

A despeito de tudo que podemos teorizar sobre as origens dessa formas, elas continuam a aparecer, desafiando nossa tecnologia atual. Há relatos de círculos aparecendo dentro de áreas militares, o que indica que quem quer que os realize, tem uma boa dose de coragem, ou simplesmente ignora as convenções que conhecemos por aqui, como espaço aéreo restrito ou áreas inacessíveis a civis.

Existe um cientista italiano que apareceu com uma nova e instigante hipótese para o novo grau de complexidade dos círculos. Umberto Baudo tem realizado o trabalho de estudo dessas formas há muitos anos. Ele fez uma leitura própria dos Crop Circles.
Baudo acredita que muitos dos agroglifos sejam uma representação gráfica de modelos de motores magnéticos. Não obstante a pensar sobre isso, ele vem usando simuladores para testar sua hipótese, convertendo os desenhos em motores com estes designs.
Baudo pensa que os agroglifos são realmente mensagens alienígenas, e mais que somente comunicar, eles estariam nos ensinando o “pulo do gato” para nossa derradeira transmutação como espécie espacial.
Se pararmos para pensar na história humana, sempre ocorreram gatuilhos evolucionários que nos levaram a degraus cada vez mais acima em nosso processo evolutivo. Foi assim com o fogo, foi assim com o uso da ferramenta e depois com a escrita, a agricultura e a máquina à vapor, o domínio atômico e finalmente, a internet.

Cada “gatilho” afetou a humanidade de maneira brutal. Nem sempre positivamente, mas sempre um passo à diante, nos distanciando de nossa origem primitiva, animalesca e completamente à mercê do controle da natureza. Se Umberto Baudo estiver correto, esses desenhos que podem representar os motores que nos levarão ao controle da energia, poderão ser o novo gatilho evolucionário que necessitamos urgentemente como meio de conter a degradação que nós mesmos estamos infligindo ao planeta. Planeta este, é sempre bom lembrar, do qual ainda não podemos escapar.

Estaria o cientista italiano interpretando corretamente estes misteriosos desenhos? Ninguém pode dizer com certeza, mas já parece altamente GUMP que os motores que ele desenhou com base no estudo dos agroglifos funcionam no simulador, e para espanto total: Funcionam com propriedades super estranhas.
Muitos deles operam usando a força centrífuga. E é irresistível não pensar nisso se relacionando com a forma discoide, ovóide, esférica, gota e charuto, que são superfícies circunvolucionadas que vem aparecendo ao longo de toda a história da ufologia. Superfícies circunvolucionadas são superfícies criadas a partir de um ponto central. Basta pegar uma curva qualquer e girá-la sobre seu eixo mínimo e teremos uma superfície circunvolucionada. A maioria dos nosso motores giratórios operam em superfícies circunvolucionadas. Essas coisas estariam inter-relacionadas?
Muitos relatos de ufos envolvem comportamentos parecidos. Um deles diz respeito ao som de motores e catracas vindos da nave. Sons de objetos de metal se raspando que vão se acelerando e emissão luminosa que segundo muitos estudantes do mistério poderiam se relacionar com campos elétricos, e seus efeitos secundários, ou colaterais.
Também podemos nos lembrar que o Nikola Tesla, que alegava receber comunicações de seres do espaço, e que entrava em estranhos transes, no qual desenhava naves e objetos tão estranhos que muito de seus documentos permanecem ainda hoje guardados na Biblioteca do Congresso dos EUA com acesso restrito, sonhou com a energia grátis para o bem da Humanidade – e se ferrou.
Apesar de seu fracasso em seus sonhos de energia grátis para o mundo, Nikola Tesla foi creditado para a criação de grande parte da tecnologia que foi nos concedido hoje. Não seria nenhuma surpresa pra mim se descobrissem que Tesla estudou a hipótese da antigravidade com base em estranhas propriedades elétricas.

Estaria Tesla sendo usado como um canal para trazer ao mundo os motores elétricos que Humberto começa a testar em simuladores computadorizados?
Todas essas questões parecem estranhamente se encaixar num quebra-cabeças maluco e instigante.

Um dos motores magneticos de Umberto já em fase de protótipo e o respectivo agroglifo que o inspirou.
Um dos motores magnéticos de Umberto já em fase de protótipo e o respectivo agroglifo que o inspirou.

No vídeo abaixo podemos ver uma entrevista (em italiano, com legendas que podem ser traduzidas – mas fica uma merda) onde ele explica sua ideia e seus motores e as estranhas propriedades que gradualmente começa a investigar.

É difícil dizer se Baudo é só um lunático desses que existem aos borbotões por aí, tentando fazer moto-contínuos e acreditando em energia do vácuo e outras coisas ou se é alguém que está se aproximando perigosamente da verdade. E digo perigosamente para o status quo a quem interessa manter o mundo preso aos grilhões de uma energia cara e poluente, mas que mantenha seu rico padrão de vida, à custa de violência, morte, destruição ambiental, sofrimento e desespero.

Após fracassar quando Wstinghouse retirou o apoio financeiro para seu projeto de energizar a Terra por ressonância magnética, Tesla deslocou-se para as turbinas e outros projetos hoje desconhecidos. Por causa da falta de fundos, suas idéias permaneceram em seus cadernos, que ainda são examinados por engenheiros atrás de pistas inexploradas.
É curiosa a questão dos estudos de turbinas feitos por Tesla, quando confrontados com certos padrões de crop circles que também parecem se relacionar com sistemas de turbilhonamento complexo.
umberto-baudo-2

Em 1915 ele estava muito desapontado quando descobriu que Edison teria recusado a dividir o premio Nobel com ele. Nikola Tesla foi o ganhador da Medalha Edison em 1917, a mais alta honra que o Instituto Americano de Engenheiros Elétricos podia conceder. Apesar de ter tido reconhecimento muito tardio (Tesla morreu praticamente na miséria e após sua morte muitos de seus materiais mais secretos foram roubados) há quem sustente que suas contribuições mais significativas para a evolução humana ainda não são do conhecimento do público.

Pesquisadores da história do cientista dizem que muito do trabalho de Tesla está nas mãos dos militares americanos e que suas invenções e descobertas estão sendo usadas com sucesso hoje em armamento avançado, incluindo armas de feixe de partículas, viagem espacial (em projetos muito além das capacidades dos ônibus espaciais) estudos de viagem no tempo, o deformação-temporal, dispositivos anti-gravidade, e comunicações com o espaço.
É difícil ter certeza se tudo isso corresponde religiosamente à verdade, porque Tesla era um ser de fato único. Suas invenções conhecidas revolucionaram o mundo e ele era o tipo de pessoa estranha o bastante do qual você poderia esperar qualquer coisa. Inclusive conversas num tipo de radio inventado por ele, com alienígenas, fato que ele garantiu que fazia – apesar do escárnio público que isso gerou.
Pouca gente sabe, por exemplo, de uma teoria da conspiração que diz que há supostas relações entre Tesla e Mary Orsic, uma outra pesquisadora Iugoslava. Toda a correspondência dos dois teria sido mantida em segredo durante décadas. Talvez por seu conteúdo espantoso: Os dois trabalhavam numa coisa que só poderia ser descrito como um DISCO VOADOR!
nikola-tesla-y-maria-orsic

Mary além de gata num nível “modelo”, era uma espécie de “canal”! A dupla parecia improvável. Nikola era um cientista, um gênio do eletromagnetismo, mas Mary era uma menina que gostava de usar cabelos longos abaixo da cintura, quase nos joelhos, e ensinava balé para iniciantes e complementava a renda como professar de línguas. Até o dia em que entrou em transe (lembra que eu contei que Tesla também entrava em Transes? Ele era acometido por transes desde sua infância) e assim ela começou a ter experiências mediúnicas contínuas em que ele recebeu dados técnicos e até “desenhos” para a construção de uma nave anti-gravitacional.

É claro que essas coisas envolvendo Tesla, crop circles e contatos com alienígenas é um terreno pantanoso e confuso, repleto de invenções e pura viagem na maionese triplamente destilada. è difícil saber no que dá para acreditar nesse campo, o que nos leva a buscar auxílio no que de fato aconteceu. E uma coisa que aconteceu e foi amplamente registrada em vídeo, fotos e etc e tal foi a “foto” de uma cabeça que deu de aparecer num campo inglês em 2001.

A relação “Top Secret” de Nikola Tesla e Mary Orsic….

maranu.jpg
Nikola Tesla e Mary Orsic
Dois iugoslavos em ambos os lados do grande oceano mantinham uma extensa correspondência – confiscadas – na construção de uma aeronave anti-gravidade. Tesla, um cientista, em Nova York, E María Orsic na Alemanha do Terceiro Reich. Tesla morreu em 1943 e Maria desapareceu em 1945.
Ambos eram de origem jugoslava, amantes dos animais, vegetarianos, ela, solteira e sem filhos, sem religião, contra a guerra, pobres e remediados, e ambos foram vigiados de perto por agências militares e de inteligência: Nikola Tesla pelo FBI, OSS e CIA, e Mary Orsic pela Gestapo e da SS. Nikola emigrou para Nova York e Mary para Berlim.
Se as descobertas e invenções no campo eletromagnético de Nikola Tesla foi um dos maiores segredos guardados por agências militares, foi ainda maior nível de classificação, a segurança, a extensa correspondência que ele teve com Mary Orsic.
Mary e Nikola estavam relacionados com a construção de uma máquina voadora anti-gravitacional e contatos com extraterrestres. Nikola era um cientista, um gênio do eletromagnetismo, mas Mary era uma menina que gostava de usar cabelos longos abaixo da cintura, joelhos quase, ele ensinava balé para iniciantes e um professor de línguas, mas um dia caiu trance e começou a ter experiências mediúnicas contínuas em que ele recebeu todos os dados técnicos e desenhos para a construção de um navio voador anti-gravitacional.
Tanto Maria e Tesla, mantiveram uma extensa correspondência a partir do qual nada se sabe e sempre foi um segurança máxima registros classificados. Entre os papéis de Tesla detalhes elaborados, imagens e desenhos de uma máquina anti-gravidade voador é encontrado na linha de UFO alemão Vril Canopy e Mary Orsic.
Na Alemanha nazista, havia duas linhas diferentes na construção de UFOs ou Vril Terceiro Reich alemão : cientistas alemães e austríacos trabalhando em com base em se fossem sistemas de propulsão dados científicos tradicionais ou de vanguarda, que logo se tornou o controle SS, e Mary Orsic projeto e Dr. Otto Schumann com base em dados técnicos fornecidos por alienígenas.
Maria recebeu os dados técnicos na língua suméria de seres que alegou ser mensageiros do planeta Ashtari / Aldebaran e Dr. Otto Schumann, desde o início, ele ficou impressionado ao ver que a projetos de aeronaves projetadas por Viktor Schauberger e Karl Haushofer não eram tão avançada como estas.
Nikola Tesla tinha informações sobre extraterrestres que escreveram em sânscrito em seu notebook, dizendo que duas raças alienígenas em guerra, estava preocupado com a humanidade, e por isso inventou o “Death Ray”(Raio da Morte) que poderia destruir naves alienígenas.
Em 20 de julho de 1931, Nikola Tesla fez a seguinte declaração para a revista “Time Magazine”: “Eu ter concebido uma forma que permitirá a energia de transmissão humana em grandes quantidades, milhares de cavalos de potência, a partir de um planeta para outro , independentemente da distância “.
Nikola Tesla morreu em 07 de janeiro de 1943 em seu quarto em dois pedaços na New Yorker Hotel e imediatamente todo o seu trabalho e os bens foram confiscados pelo governo dos Estados Unidos. Maria desapareceu em Março de 1945, em Berlim, e nunca foi ouvido dele.
Mary Orsic
Mary Orsic era professora de balé em Berlim. Em 10 de fevereiro, 1917 Mary caiu em transe, coma por várias horas.
Ela contou para a mãe que viu seres superiores de luz durante esse tempo.
No dia seguinte, aconteceu de novo e estes seres disse que em breve receber mensagens deles e não dizer nada a ninguém, exceto a Traute, Gudrun, Sigurn e Heike médiuns.
Oito dias depois, Mary novamente recebeu comunicação em que lhe foi dito que eles eram mensageiros de Aldebaran (Alpha Centauri).
As revelações eram de dois tipos: ensinamentos metafísicos, o universo, a origem da raça humana, a Atlântida, Lemúria e outros mundos; dados técnicos detalhados e o caminho para construir uma máquina voadora, os dados foram transmitidos em um idioma desconhecido para Mary.
Ela desenhou dezenas de papéis com desenhos, ilustrações, esboços, fórmulas, gráficos, etc. Eu não entendi.
O pai de Mary procurou ajuda e conseguir contato físico Dr. Winfried Otto Schumann , que era fascinado e passou a levar o assunto não menciona estar perguntando os alienígenas.
A língua em que os dados recebidos do amava Maria Aldebaran foi a suméria.
Nikola Tesla
Após a morte de Nikola, seu sobrinho Sava Kosanovic, um oficial Jugoslavo suspeito de ligações com o Partido Comunista em seu país, foi preso, isolado e interrogado pelo FBI durante vários dias.
Ele afirmou que seu tio não tinha falado de sua máquina anti-gravidade voando e um protótipo voou em um local desconhecido no México embora soubessem que Tesla viajou para este país e disse que o voo foi um sucesso, mas Eu não sabia onde estava ou onde ele guardava.
O FBI perguntou se Tesla tinha mencionado algo sobre aliens e ele respondeu que não é muito, exceto que “foram uma séria ameaça para a Terra.” Segundo Kosanovic, todas as invenções de seu tio, de que o FBI estava interessado foram a máquina de voar e da “Death Ray”.
Os agentes do FBI temia suas invenções e, especialmente, o “Death Ray” cair nas mãos dos comunistas russos, mas quando considerado relevante Eles confiscaram descobriu um dossier Tesla intitulado o “Exotericon Gama”, escrito em códigos e sânscrito idade, e tinha marcado a palavra “governo”.
Foi descrito Tesla com extraterrestres e mensagens interceptadas entre eles se comunicando. Sob pressão do Pentágono, o FBI foi forçado a retirar a menção “alien” de seus relatórios e todos os registros e correspondência Tesla Mary Orsic desapareceram.
Construção de Vril Mary Orsic…
Com os recursos de alemães ricos março 1922 o primeiro protótipo de máquina voadora Jenseitsflugmaschine ou pires em forma finalizado. Mas o primeiro vôo de teste foi um fracasso total: uma parte da embarcação se desintegrou e outro explodiu em vários fragmentos.
Dr. Winfried Otto Schumann ficou desolado. Mas depois de três dias, Maria retornou com nova informação veiculada por seus mensageiros, que entregou a Schumann muito desanimado.
Após duas horas de examinar os novos documentos ele disse: “Façam!”.
A nave, aparentemente teve de ser pilotado a partir do solo mentalmente por uma fita magnética preso à frente da face de Maria. (A fita como esta foi encontrada em meio aos destroços do acidente de Roswell, de 1947 )
Alguns dos maiores investidores tinha se aposentado, mas ainda assim a 17 dezembro de 1923 um novo modelo de Jenseitsflugmaschine estava acabado.
O voo foi um sucesso, a nave voou 55 minutos e chegou a 300,000 kmh, foi uma surpresa que aterrorizou todos os engenheiros.
Maria explicou que quando um objeto entra em uma dimensão diferente, suas propriedades são alteradas instantaneamente e Dr. Schumann começou a entender …
Mary e o grupo de médiuns eram parte da fundação da ” Sociedade Vril “e seus membros mulheres eram conhecidas como” The Ladies de Vril “. O protótipo foi utilizado para outros projetos não usando fita pilotagem mental, como o Vril 7 Geist.
O interesse para o uso como arma de guerra em 1944 e Mary acordou e recusou. Temendo que o SS e Hitler de apreender a nave disse que precisava de melhorias e foi enviado para um hangar em Munique, e os voos cessaram.
Dois modelos pequenos de 8 metros de diâmetro começou a construir se a aeronave foi roubado. O Dr. Schumann recrutou quatro engenheiros para desenvolver e construir pequenos pratos de Maria; de acordo com o OSS, CIA e militares e engenheiros, estes dois pequenos modelos foram finalmente construído.
Fim da Guerra…
Em março de 1945 a comunicação Mary Orsic recebido seus mensageiros prevendo a derrota nazista antes do final de 1945. Ele alertou para vários amigos, alguns deles, como os irmãos Horten deixou a Alemanha e fugiu para a Argentina.
Na quinta-feira 15 março de 1945, Mary Orsic reuniu-se com o Dr. Schumann para a última hora e isso deu-lhe um pacote com todos os documentos e desenhos de UFOs alemães e chorosa disse adeus.
No sábado, 17 de março de 1945, Mary e seu grupo passou Vril hangares Messerschmidt, Augsburg, para tomar posse do prato. Domingo, 18 de março de 1945, Mary Orsic e as senhoras da Vril deixaram Munique para um destino desconhecido.
Em março de 1945 um norte-americano, tenente-coronel disse que viu uma enorme objeto circular, sem asas, suspenso no céu Munique disparou em alta velocidade e três dias depois os observadores militares norte-americanos relataram ter visto outro.
Dr. Schumann, Leni Riefenstahl e Hanna Reitsch alegou que Hitler estava a bordo da última nave em forma de sino.
Os registros de inteligência militar revelou que antes do final da Segunda Guerra Mundial, os oficiais superiores da SS, e os cientistas fugiram para uma base secreta na América do Sul, e as bases militares subterrâneas alemãs em Neuschwabenland (Nova Suábia) no Antarctica .
O trabalho de Tesla
Nikola Tesla construiu uma máquina para entrar em contato com alienígenas (o Teslacope) e seus relatados alguns cientistas militares concluíram que duas raças alienígenas estavam lutando uns contra os outros, e alguns estrangeiros já estavam aqui.
Os documentos confiscados de Tesla foi também empregada quando um OVNI caiu ferido em Roswell, em 1947 .
Aparentemente Tesla estava muito preocupado com a segurança da Terra e por isso estava trabalhando em um sistema de armas para agir contra ataques alienígenas “The Death Ray”.
Seus resultados foram relacionados com uma raça alienígena hostil e uma outra raça alienígena que viveu debaixo d’água.
Em 1958, o presidente Eisenhower em segredo, sem informar o Congresso, atribuir um grande orçamento para um projeto Top Secret e da construção de uma base militar para o propósito de trabalhar sobre estas questões, detalhes técnicos do Vril médiuns Maria Orsic, documentos de Tesla e do conflito alienígena ameaçadora.
Também em 1958, os russos, que haviam tomado alguns documentos dos arquivos do Tesla, por meio de um agente duplo, começou a trabalhar em projetos similares.
Nos Estados Unidos, por meio da Lei de Liberdade de Informação (FOIA), promulgada em 1966, pelo qual pode solicitar o acesso a registros ou informações de órgãos federais, continuou grande interesse do governo dos EUA foi confirmada pelos trabalhos de Tesla “O raio da morte”, o Flying Saucer de anti-gravidade, bolas de fogo eletromagnéticas, a possível comunicação com o inimigo, além da relação deste trabalho com a experiência de Filadélfia .
Mary e Tesla
Ambos Nikola como Mary eles descobriram que algumas de suas invenções e idéias foram copiadas ou roubado por outros como Thomas Edison, Marconi, e outros. Tesla morreu em extrema pobreza e Maria, deixou Berlim em Março de 1945, e nunca mais foi vista.

Em 19 de agosto de 2001, o mundo dos círculos ingleses sofreu um violento revés: Apareceram duas formações bastante especiais, completamente distintas de tudo que havia aparecido até então. Com apenas uma semana de diferença, surgiam, num campo de trigo ao lado do observatório de Chilbotlton um retrato que parece ser uma face humana (ou alien) e outra imagem, reproduzindo o código transmitido ao espaço em 1974 pelo rádio-telescópio de Arecibo como parte do programa SETI (Search for Extraterrestrial Intelligence). Se isso não for produto de fraudes engenhosas envolvendo um time de profissionais treinados para trollar o mundo, quase 27 anos depois que um contato humano foi enviado para o espaço, ele teria “voltado como uma resposta” já falei disso em outro post aqui.

circuloimagem17-small

circuloimagem16-small

Nela se vê claramente a figura humanóide de um alienígena, um DNA modificado com um hélice extra contendo silício em sua composição, um conjunto de planetas diferente do nosso e o número 21 bilhões no lugar da população da Terra.

circuloimagem18-small

Em 15 de agosto de 2002, a fazenda “Vale”, situada na localidade de Sparsholt, nas cercanias de Winchester, Inglaterra, apareceu uma formação de 110 por 76 m, na qual se via o busto de um ser alienígena sustentando em sua mão um disco em sua mão direita, o qual parece conter informação em um código presumivelmente binário. Tal círculo tornou-se conhecido como “formação de Crabwood”. circuloimagem22-small

Muitos sustentaram que o grande “lance” nessa imagem seria o disco, contendo uma série de informações binárias.

image016

Até hoje o disco esta sendo analisado tentando encontrar o que ele quer dizer. Uma das hipóteses é que ele contém uma frase binária que seria:

Beware the bearers of FALSE gifts & their BROKEN PROMISES.Much PAIN But Still time.BELIEVE.There is GOOD out there.We oppose DECEPTION.COnduit CLOSING\

Fonte: http://carlosagaton.blogspot.com.br/…/la-relacion-top-secre…

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s